Água parada. Os perigos da displicência no foco da dengue.

16 março 2016
9459 Visualizações

Todos os anos durante o verão a mesma cena se repete: aumentam os casos de dengue no país, pois é nessa época que o Aedes Aegypti, o mosquito transmissor da doença encontra o clima e o ambiente ideal para se reproduzir.

Ele precisa de água parada para que possa botar seus ovos, e isso é comum acontecer durante essa época, pois com as chuvas de verão e o aumento da temperatura facilita a propagação do mosquito.

E todo ano um verdadeiro esquema de guerra é montado para evitar que os mosquitos se reproduzam, até mesmo o exército entra em ação para evitar que o mosquito nasça, mas mesmo assim é preciso da ajuda da população, que muitas vezes não colaboram e não tem noção dos perigos que correm ao deixar água parada no quintal.

Muitas pessoas tendem a pensar: não vai acontecer comigo, mas é ai que se engana. Pode acontecer com qualquer pessoa, em qualquer canto do país, e a melhor arma contra o mosquito transmissor da dengue é a prevenção. E esse trabalho deve ser feito de forma conjunta, unindo governo, agentes de saúde e a população.

Ainda não existe no mercado uma vacina disponível para prevenir a doença, por esse motivo à eliminação de criadores é de suma importância.

O mosquito está ficando cada ano mais perigoso, pois além da dengue e da dengue hemorrágica ele também é o responsável pelo Zika vírus e essa doença vem sido ligada aos casos de microcefalia em diversas regiões no Brasil, algumas gestantes que tiveram a doença tiverem os fetos afetados e o mesmo nasceram com a microcefalia.

Ou seja, os perigos só aumentam.

miolo-post

E chegou o momento de entrar nessa guerra contra o Aedes Aegypti e sua ajuda é simples, não deixe água parada!

Evite água parada e vença a guerra contra o mosquito da dengue!

Evite água parada nos seguintes locais:

  1. Vasos de flores e plantas — esses recipientes devem ser verificados diariamente, pois os pratinhos que ficam em baixo desses vasos podem acumular água parada e os mosquitos podem botar seus ovos ali, o ideal é retirar esse excesso de água regularmente, principalmente no verão.
  2. Recipientes para água de animais domésticos — trocar a água de seu animal de estimação diariamente também ajuda a evitar água parada e diminui os perigos do mosquito da dengue se reproduzir, mantenha esses recipientes sempre limpos.
  3. No lixo — o lixo de sua casa quando não bem isolado pode vira a acumular água parada, precisamos ter em mente que qualquer falha que ocorra aumentam os perigos do mosquito da dengue se reproduzir, precisamos estar atento aos mínimos detalhes, portanto, lacre muito bem os sacos plásticos do lixo e se possível tenha uma lixeira externa com tampa e bem isolada.
  4. Garrafas, potes, baldes, bacias e outros — se houver esses tipos de recipientes em seu quintal garanta que eles sempre fiquem de cabeça para baixo, dessa forma não acumulará água parada.
  5. Pneus velhos — queime todos os pneus velhos eles são grandes acumuladores de água parada, se não for possível, guarde-os em locais com cobertura para que não haja acumulo e proliferação do mosquito da dengue.
  6. Caixa d’água — mantenha a sua caixa d’água sempre limpa e bem tampada, pois elas são um forte alvo para o mosquito se reproduzir.
  7. Piscinas — Mantenha a piscina sempre limpa e coberta quando não estiver em uso.

 

A principal arma contra para evitar que o mosquito se reproduza ainda é a prevenção, evite a água parada, mantenha o quintal sempre limpo e juntos conseguiremos nos livrar de todos os perigos que ele oferece.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *