Saiba como identificar cada tipo de cupim

7 junho 2017
1745 Visualizações

Apesar das cerca de 300 espécies de cupins catalogados no Brasil, somente 3 tipos são nocivos ao ser humano. Esses são os Cupins Coleópteros, Cupins de Madeira Seca e os Cupins Subterrâneos. No site Wikitermes, você pode encontrar bastante informação sobre cupins. Aqui no blog da Inset System, nós trazemos as informações mais importantes para você saber identificá-los com precisão e se proteger dessa praga.

Cupins coleópteros

Não são tão prejudiciais quanto os outros dois tipos, mas é importante controlar suas populações. Uns se alimentam de madeira; outros, de cereais, como arroz e milho. Suas larvas representam o momento mais perigoso para as edificações humanas. Isso porque, nessa fase, se alimentam intensamente de madeira e podem causar grandes estragos. A partir dos buracos na madeira, indivíduos dos dois sexos se encontram, se reproduzem e geram mais ovos e larvas. Assim, o ciclo recomeça.

Cupins de Madeira Seca

Estes cupins são os mais comuns no Brasil, mantém-se em colônias isoladas umas das outras, geralmente não muito grandes. Como está no nome, esses insetos se alimentam de madeira seca e deixam suas fezes, uma espécie de pó amarronzado, sobre a superfície do material. Os ninhos dos Cupins de Madeira Seca não costumam ter contato com o solo. São também esses tipos que sobrevoam lâmpadas em algumas épocas do ano. Em geral, não têm um caráter tão agressivo quanto a próxima espécie.

 

Inset System: Solicite um orçamento

Cupins subterrâneos

Essa espécie costuma ter muitos operários, com uma longevidade de até 5 anos. Esses cupins são bem organizados, apresentam colônias densamente populadas e têm caráter mais agressivo. A rainha pode viver até 15 anos e a sua substituição garante a sobrevivência da colônia por longos períodos. Podem habitar diferentes tipos de materiais, não somente madeira e derivados. Eles costumam formar túneis de terra para se proteger de seus

Para verificar se há infestação de cupins na sua casa, siga os seguintes passos(para maiores informações, acesse este post):

– Bata na madeira e verifique se o som é oco;
– Perceba se há serragem e pequenos amontoados de pó perto de superfícies de madeira;
– Procure por tubos de terra pelas paredes, pelo chão e pelos móveis.

Se você achou algum indício da presença de cupins na sua casa ou no seu escritório, vale a pena entrar em contato com a Inset System. No nosso site, você pode encontrar outros artigos sobre pragas que assolam a sua vida e os melhores serviços e técnicas para se livrar delas.

E se você quiser conhecer os motivos pelos quais você deve investir em descupinização, veja este post.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *